Mortes de Marielle e Anderson completam 100 dias, e internautas cobram solução

Nesta sexta-feira, completam cem dias desde que a vereadora Marielle Franco (PSOL) e seu motorista, Anderson Gomes, foram assassinados. Para marcar a data, internautas se mobilizam — famosos e anônimos — nas redes sociais cobrando solução para o caso. Eles marcaram um tuitaço a partir das 11h, diz o Extra.

A atriz Leandra Leal sugeriu, em seu perfil no Twitter, que o caso seja lembrado também durante a Copa do Mundo: “Queria ver agora alguém da seleção perguntando QuemMatouMarielle?”

Já o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), com quem Marielle trabalhou na CPI das Milícias, usou a hashtag #100diassemela”. “100 dias sem a nossa Marielle. Sem respostas. Aqui fica a saudade e a vontade de levar seu legado adiante. Não vamos sossegar enquanto o caso não for concluído mas não aceitaremos condenados sem provas. Queremos justiça e não vingança. Seguiremos lutando e resistindo, Mari”, escreveu ele em seu perfil no Facebook,.

O deputado federal Jean Willys (PSOL) usou a mesma hashtag que Freixo e também cobrou resultados na investigação. “Queremos justiça por Marielle e Anderson!”.

A professora de Direito Luciana Boiteux publicou uma mensagem direcionada ao chefe de Polícia Civil, Rivaldo Barbosa, e à equipe da Delegacia de Homicídios (DH) da Capital, responsável pelas investigações. “O chefe de Polícia Civil do Rio, Rivaldo Barbosa, e sua equipe ainda não responderam a nenhum dos requerimentos de informação e ofícios enviados pela Comissão Externa que acompanha as investigações sobre o brutal assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes.100DiasSemEla”.

A Anistia Internacional também lembrou a data: “100 dias X ZERO resposta para o assassinato de Marielle Franco: esse placar a gente já sabe. Assine para exigir uma ação das autoridades!”

22/06/2018

(Visited 3 times, 1 visits today)