Bolsonaro quer questões no Enem que reconheçam a “família”

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira, 8, querer que a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tenha questões que “reconheçam a família” e o “valor do Estado brasileiro”, mas sem ideologia política ou de gênero. Bolsonaro disse, ainda, que espera que seja cobrado nas escolas “aquilo que os pais querem”.

“Queremos colocar nessas provas do Enem matérias onde a grande maioria reconheça a família. Reconheça o valor do Estado brasileiro. Respeite as crianças na sala de aula. Sem ideologia política ou de gênero”, afirmou. “Queremos que a garotada estude, sim. Sabendo que o que lhes será cobrado neste será aquilo que os pais querem. E aquilo que interessa ao Brasil.”

Bolsonaro discursou em evento em Goiânia, capital de Goiás, para entrega de 214 ônibus escolares a 133 municípios do Estado. A compra dos automóveis custou R$ 43,3 milhões, segundo o Ministério da Educação (MEC).

O presidente disse que conversou com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, sobre mudar o conteúdo de livros didáticos. Segundo presidente, as novas edições devem ser entregues principalmente em 2021.

Em vídeo no Facebook, transmitido na noite anterior, Bolsonaro havia elogiado Weintraub pelo primeiro dia do Enem, realizado no último fim de semana. “Não houve desinformação nas questões de múltipla escolha”, disse na ocasião. “Espero, Weintraub, que na próxima redação caiam temas mais científicos, técnicos, ou até culturais, mas que interessem a todos nós.”

09/11/2019

(Visited 1 times, 1 visits today)